Branch Warren pode chegar entre os TOP 6 em 2015?

Postado por: Miguel Chain em  12/09/2015 |

Muito tem se falado sobre Phil, Kai, Wolf, Rhoden e Dexter.  Mas estamos nos esquecendo de um verdadeiro guerreiro dos palcos – o Monstro Texano Branch Warren.

Branch sempre é deixado de lado nas previsões e sempre está desacreditado pela maioria.

Este virou Pro em 2001, ao vencer a categoria Pesada do NPC Nationals, mas só estreou na IFBB Pro em 2004, com um modesto oitavo lugar no New York Pro ( que ainda se chamava Night of Champions).

Em 2005 ele conseguiu equilibrar seu físico, aumentando drasticamente a parte superior de seu corpo, melhorando abusrdamente sua proporção.  O trabalho duro rendeu bons frutos e ele venceu  o Charlote Pro e o Europa Super Show.  No Olympia daquele ano, o último no Reinado de Coleman, Badel, Martinez, Gunter e Dennis James vinham firmes e terminaram  na frente Branch, que ficou com oitavo lugar. Não foi tão ruim, já que era o seu primeiro Olympia e ele superou caras como Darren Charles, Johnnie Jackson, Chris Cormier, David Henry e Markus Rhull.

Em 2006 a temporada começou ainda melhor para Branch, ele conseguiu um excelente segundo lugar no Arnold Classic, sendo superado apenas por Dexter Jackson.  Ele também ganhou o Troféu Most Muscular, dado no Arnold para o atleta com mais muscularidade.
Nesse Arnold, Branch superou  Victor Martinez ( que traria seu melhor físico no ano seguinte e ficaria em segundo no Olympia, perdendo em uma decisão das mais controversas da história para Jay Cutler), Gustavo Badell, Lee Priest, Toney Freeman. Foi a primeira vez que pudemos ver e enxergar Branch Warren como um atleta Top.

Poucas semanas depois, Branch ficaria em segundo lugar no San Francisco Pro, atrás de Badell.  Ainda em 2006, Branch perdeu o embalo e acabou terminando com um decepcionante décimo-segundo lugar no Olympia.
branch2009
Em 2007 ele escorregou para sétimo no Arnold em Março, mas ganhou o New York Pro em Maio. Depois teve uma série de resultados irregulares até que um acidente viesse a tirá-lo do Olympia. Ele romperia seu tríceps em um acidente bobo – Ele estava descendo uma escada, os degraus estavam molhados e ele escorregou. Ao tentar se segurar no corrimão, seu tríceps rompeu.

Ele tentou manter um tratamento não cirurgico em seu tríceps e competiu no Arnold 2008, ficando em quarto lugar. Mas depois disso, foi o brigado a se submeter a uma cirurgia para corrigir o problema e ficou de fora do resto da temporada.

Eu estava no Olympia 2008 e pude conversar com Branch, ele me mostrou a sutil cicatriz logo acima do cotovelo e disse que voltaria com tudo em 2009.

E voltou mesmo.

Quase Olympia

2009 foi um dos melhores anos da vida de Branch,  após ficar em terceiro lugar no Arnold – atrás apenas de Victor Martinez e Kai Greene, Branch iria atingir o ponto máximo de sua carreira – ele ficaria em segundo lugar no Olympia.

O Olympia 2009 foi uma edição à parte. Jay trouxe seu melhor físico de toso os tempos e venceu disparado. Ele trouxe, na verdade, um dos físicos mais dominantes da história do Olympia.
Contrastando com isso, todos os outros competidores favoritos – Kai, Martinez, Dexter e Phil – vieram muito mal, mesmo.

Brach veio fenomenal e aproveitou a porta aberta para superá-los e ficar em segundo.  Imaginem que caso Jay também viesse bem mal, como os outros, talvez Branch tivesse um Sandow em sua sala de estar hoje.

arnold 2012

No Arnold 2012 – Logo após se recuperar da ruptura do Quadriceps direito.

Em 2010 ele ficou em terceiro tanto no Arnold quanto no Olympia.   Começaram a dizer que era o inicio de seu fim. Previam que daquele momento em diante, Branch só desceria.

Ele tinha que mostrar para eles que não seria assim.

Em 2011, ele chega denso, cheio, rasgado e conquista algo impensável – o Título do Arnold. Ele estava no Paraíso e só um desastre podia pará-lo agora.  E o desastre aconteceu.

Pouco tempo após o Arnold 2011, Branch estava indo até o seu Truck, caminhando em uma noite gelada pelo estacionamento coberto por uma fina camada de gelo. Ao tentar subir no veículo, Branch escorrega e rompe seu quadriceps seriamente.

Seria o fim da carreira do Titã do Texas?   Os quadríceps eram o seu melhor grupamento muscular, e uma lesão dessas podia trazer um imbalanço enorme ao seu físico. Sem falar que a recuperação de uma lesão desse porte levaria muito tempo.   Um bodybuilder, em média só conseguiria voltar a competir depois de um ano e meio ou dois.  Se voltasse a competir. E mesmo que voltasse, os atletas que sofrem esse tipo de lesão, nunca mais voltam a ser competitivos.

Mas Branch não é um bodybuilder normal.  Nem mesmo entre a elite, podemos dizer que ele está na média.

Ele conseguiu se recuperar a tempo de competir no Arnold do ano seguinte. Sim, imaginem que em um período de nove meses ele fez uma cirurgia enorme, se recuperou, voltou a treinar, conquistou sua massa muscular de volta e ainda se preparou para um dos shows de bodybuilding mais difíceis do Planeta.

Além de tudo, ele venceu o show!!   Quão impressionante é isso? O que Branch fez foi algo que talvez apenas algum alienígena conseguisse fazer.

629-branch-warren-195_final

Branch no Atlantic City 2015

Após a vitória do Arnold em 2012, Branch começou a sentir os efeitos de tantas preparações ininterruptas e caiu para quinto no Olympia daquele ano e nono no Olympia 2013.

Em 2014 ele foi dado novamente como acabado. Com caras como Wolf, Kai, Rhoden , Cedric e Big Rammy chegando em alto nível, Branch parecia carta fora do baralho, mas surpreendeu novamente e ficou com a sexta colocação no Olympia.

Como ele irá no Olympia 2015?

Em onze anos competindo como Pro, esse é o seu oitavo Olympia. Ano passado ele ficou com o sexto lugar, mesmo sem ter aparecido em nenhum previsão do Top 6. Todos os experts, inclusive eu, achavam impossível ele ficar no Top 6 em 2014.

Mas como havia sido em toda a sua carreira, Branch mostraria mais uma vez para os críticos que ele daria a volta por cima. Como ele irá se sair esse ano, ainda é uma incógnita, mas temos algumas pistas que podem ajudar nesse mistério.

Em Março Branch ficou em segundo lugar no Arnold Classic, sendo superado apenas Dexter Jackson. Ele ficou a frente de Cedric McMilan e do Fenômeno Justin Compton.  Dias depois, ficou em segundo no Arnold Australia, perdendo apenas para Dexter e superando os mesmos adversários à excessão de Cedric, que não competiu.

No último show da temporada antes do Olympia, o Atlantic City Pro, Branch enfrentou um Cedric bem melhorado em relação ao Arnold e ainda sim o venceu.

Isso pode mostrar que caso Branch traga essa mesma versão de seu físico – e provavelmente ele traga, pois ele tem uma regularidade bem grande – ele possa ficar entre o TOP 6.

Este ano ele bateu quase todos atletas Top, menos o quinteto Dexter, Rhoden, Wolf, Kai e Phil. Ele não cruzou o caminho de Big Rammy e Juan Morel, que podem chegar muito bem.

O Olympia 2015 será um dos mais disputados da história – teremos Phil, Wolf, Rhoden, Cedric, Big Rammy,  Branch – Kai (que até agora não havia assinado o contrato e nem confirmado se iria ou não competir).

Conseguir chegar no Top 6 de um show desses, ainda mais para um atleta como Branch, cheio de lesões e já com 40 anos, seria um feito extraordinário.

Caso Kai não entre mesmo na competição, fato que eu duvido que aconteça, o caminho de Branch para o Top 6 seria um pouco mais fácil, mas mesmo que Kai entre, Branch tem boas chances de terminar entre os seis melhores do mundo.

Não percam a cobertura completa do Olympia aqui no DC, vejam alguns artigos interessantes já postados:

Phil x Arnold
chances philbanner
bannner gradeo1994