Europa SuperShow 2007 – Dallas – Texas – 10-11 de Agosto 2007



Por Miguel Chain

A temporada 2007 está chegando ao seu final, neste último final de semana tivemos o Europa SuperShow, na cidade de Dallas promovido por Ed e Betty Pariso. Betty e Ed são conhecido pelos ótimos campeonatos que promovem e organizam, o Europa Super Show não seria diferente. Além das competições tradicionais- culturismo masculino e feminino, figure e fitness, tivemos algumas outras atrações como torneios da NPC, apresentações de carros, motos, concurso de modelos, powerlifting e Strogman. Foi um fim de semana repleto.

Mas como o assunto aqui é culturismo, vamos ao que interessa. O Europa SuperShow inovou nesta temporada trazendo uma competição diferente na Sexta-Feira. Digo diferente para os padrões da IFBB Profissional. Era o Campeonato de Culturismo masculino para atletas pesando até 94,5 kgs. Isso mesmo, pela primeira vez em décadas, a IFBB trouxe uma separação de classes em sua divisão profissional. Neste evento só atletas pesando 94.5kgs ou menos poderiam participar. A competição do sábado era aberta e mesmo aqueles que competiram na Sexta-Feira poderiam subir ao palco.

Essa medida foi bem aceita pelos atletas a principio, pois existe um grande número de atletas profissionais IFBB que conseguiram seu Pro Card vencendo em categorias de peso menores e que não competem na Pro simplesmente porque não teriam a mínima chance contra caras com 20, 30 e até 40 kgs de músculos a mais que eles.

Dessa forma o número de inscritos para o campeonato foi bem grande, 29 atletas. As prévias da classe até 94,5kgs ocorreram na Sexta-Feira ao meio-dia., as finais foram a noite. Poucos nomes conhecidos estavam na competição, podemos citar o vencedor Silvio Samuel, Tricky jackson, Eric Bui e os veteranos Joe Palumbo ( não é parente do Dave Palumbo) e Mike Ergas. A classe até 94,5 kgs não dá direito a vagas no Olympia. Dezessete atletas participaram e os três primeiros foram na ordem: Silvio Samuel, Tricky Jackson e Guy Ducasse.

Chega o Sábado e a classe aberta. A hora da verdade, os melhores, os maiores e mais pesados subirão ao palco para brigar pelas três vagas no Olympia disponíveis neste final de semana. Os vinte e cinco atletas que competiram na aberta subiram ao palco nas prévias na tarde do Sábado. Pelos primeiros dois ou três call-outs ( call-outs são as comparações feitas entre os competidores que estão brigando pelas mesmas posições durante as prévias. Geralmente os árbitros chamam os primeiros colocados primeiro. Então os atletas que estiverem no primeiro call-out provavelmente serão os primeiros colocados daquele evento. Claro que as coisas podem ir mudando durante o desenrolar da competição e no show da noite, mas geralmente conseguimos mais ou menos imaginar como serão as colocações nos baseando nos call-outs ou comparações.) já conseguimos prever que os cinco melhores seriam ( sem ordem de colocação): Silvio Samuel, Omar Deckard, Quincy Taylor, Bill Willmore e Will Harris.

Podemos ter uma idéia da diferença do nível dos atletas e da importância que a separação entre classes de pesos teria se fosse mesmo implantada, pelas colocações dos TOP 3 da classe até 94,5 kgs. Guy Daucasse, que foi o terceiro melhor na sexta, só conseguiu a décima colocação na classe aberta. Tricky Jackson , segundo na classe 94,5kgs, ficou em nono lugar na aberta. A Exceção foi Silvio Samuel que venceu as duas. Mas Silvio é um atleta que tem uma estrutura excelente, belas linhas e mesmo pesando pouco mais de 90 kgs nos dá a impressão de ser bem maior e ainda sim consegue mandar bem mesmo contra caras que têm até quase 30 kgs de massa a mais que ele. Se uma classe até 94,5kgs fosse implantada, mais atletas profissionais poderiam competir e teríamos uma variedade maior de físicos para o público conhecer.

Vamos aos destaques:

Em oitavo lugar ficou o piloto de aviões comerciais caribenho Joel Stubbs. Há algum tempo as revistas de musculação exibiam fotos do que seriam os maiores dorsais de todos os tempos. E o dono deles não era nem Coleman nem Dorian, era Joel Stubbs. Joel ficou famoso pelo tamanho e qualidade da massa muscular de suas costas. O tronco como um todo é bem impressionante. Seus braços talvez pudessem ainda ficar um pouco maiores. O grande problema de Joel são as pernas, bem menores que seu tronco. Anos atrás Joel sofreu um acidente jogando basquete e rompeu os tendões patelares das duas pernas. Isso atrapalha muito no desenvolvimento dos membros inferiores do caribenho. Joel tem treinado com Milos Sarcev e disse que já ganhou 5 cm em suas pernas, caso ele consiga ganhar mais volume nessa área, talvez ele tenha mais sorte nas competições.

Em sétimo lugar tivemos o ótimo espanhol Paco Bautista. Ele chocou o mundo da musculação em 2002 quando apareceu em Nova Yorque para competir no antigo Night of Champions. Naquele ano paco mostrou pernas fora da realidade e um estado de definição e detalhe extremos. Pena que já naquela época ele apresentava algumas falhas graves como uma cintura muito larga e ginecomastia. Ano passado ele venceu o Santa Susana Pro deixando Markus Ruhl em segundo. A vitória foi duvidosa e deu vaga a paco para o Olympia. Desta vez ele não teve a mesma sorte. Mesmo apresentando um físico grande, denso e bem seco, a cintura de Paco está ainda maior e ele parece não ter muito controle sobre isso. Sétimo foi justo para o gigante espanhol. O sexto lugar ficou com Evgeny Mishin.

Abrindo o TOP 5 ficou Omar Deckard em sua primeira temporada como profissional e em seu quarto show no ano. Omar teve seu primeiro bom resultado no ano e talvez ainda vá brigar por uma vaga nos últimos shows que temos antes do Olympia.

O quarto lugar ficou com o decepcionado Quincy Taylor, o Big Q. Taylor ficou em segundo lugar no Europa SuperShow no último ano, então ele era o franco favorito e acreditava piamente nisso. Quando perguntado sobre Silvio Samuel ele disse que o baixinho ( Samuel tem 1,65m) era só um cachorrinho que ficaria mordendo os tornozelos dos principais competidores. Na mesma hora que Quincy subiu ao palco pudemos perceber que ele não venceria devido à uma considerável retenção hídrica. Taylor estava enorme, com certeza um dos maiores físicos em termos de volume que já esteve em um palco.

Em terceiro ficou Bill Wilmore. Bill melhorou muito o volume de suas pernas apresentando um físico harmonioso e com belas linhas. Essa é a melhor condição na qual já vi Wilmore. Com todas as suas qualidades ele conseguiu mais uma vez se qualificar para o Olympia.

A segunda colocação foi abocanhada por Will Harris. Will já é um veterano no culturismo com seus mais de 40 anos. Ele se tornou Profissional em 2002 e essa foi sua melhor apresentação como profissional. Quando o vi entrando no palco me assustei pois a mudança foi muito grande. Will continua enorme, mas conseguiu acertar na mosca na preparação para o Europa. Will estava seco, definido e apresentava uma densidade muscular inacreditável. Se conseguir manter esse nível de condição, Will pode começar a sonhar com uma boa colocação no Olympia.

Finalmente chegamos ao vencedor: Silvio Samuel. Ele já havia vencido a classe até 94,5kgs na noite anterior. Venceu também no sábado, onde trouxe o seu físico de costume. Um tronco muito bem definido, com ombros redondos, braços enormes e costas detalhadas. Samuel tem os músculos bem arredondados, cheios, o que torna seu físico muito estético. Silvio era treinado por Milos Sarcev e agora é guiado pelo mestre Charles Glass. Um dos fatores que têm feito enorme diferença no físico de Silvio é a definição e aparecimento de cortes em seu quadríceps. No inicio de sua carreira como profissional Samuel não conseguia trazer os cortes na coxa. Não era gordura, não era água. Provavelmente o problema foi resolvido com massagens profundas, que mobilizaram o tecido conjuntivo entre os músculos e a pele. Esse é um problema muito comum entre culturistas, mas o ponto mais freqüente onde acontece este problema é nos femorais.

Como Quincy Taylor disse durante a semana que Silvio seria o cara que ficaria mordendo o tornozelo dos demais, durante o PoseDown Silvio começeu a pegar todos pelo pé e moreder seus tornozelos. Isso mesmo. Ele pegou o pé de um por um dos competidores no posedown e mordeu os tornozelos. Ficou meio gay mas ele deixou sua resposta para Quincy Taylor.

Ainda temos três shows antes do Olympia- Montreal Pro, dia 08 de Setembro – Atlantic City Pro, 15 de Setembro e Santa Susana Pro, dia 23 de Setembro. O Olympia ocorre dia 28 de Setembro. Como vocês puderam ler no artigo Bodybuilding World, tínhamos 23 atletas qualificados para o grande Show. Adicionem os nomes de Will Harrs e Bill Wilmore à lista. A lista dos que não vão também aumentou: Phill Heath, Branch Warren, Dennis James, Kay Greene e Desmond Miller.

Até a Próxima!




Comentários

Comentários Fechados



Miguel Chain Jr

Cref -118.774/SP

Dúvidas, sugestões, anúncios, consultorias:

contato@diariodoculturismo.com.br
Toda informação contida no site Diário do Culturismo tem propósitos estritamente informativos. Não prescrevemos nenhum tipo de treino, dieta ou drogas nem assumimos responsabilidade por nenhuma lesão ou qualquer situação causada pelos leitores. Antes de iniciar qualquer atividade física procure um profissional da área para prescrição de seus treinos.