IronMan Pro 2008- resultados e comentários



Por Miguel Chain



A temporada 2008 da IFBB pro é com certeza umas das mais esperadas e uma das mais imprevisíveis dos últimos tempos. De um lado temos o Mr Olympia Jay Cutler tentando defender seu titulo e manter seu reinado; de outro lado temos um verdadeiro exercito de novos atletas querendo arrancar o titulo de Jay a qualquer custo. São nomes que apa receram recentemente e que tem feito melhorias impressionantes em seus físicos – Dennis Wolf, Phil Heath, Silvio Samuel e Moe Elmossawi são bons exemplos. Ainda temos aqueles velhos guerreiros que há alguns anos estão no topo do ranking como Branch Warren, Dexter Jackson, Badell, Freeman e Melvin Anthony. Fora tudo isso, ainda faltou falar de Victor Martinez, que iria brigar pelos maiores tiutlos do ano – Arnold Classic e Mr Olympia, que sofreu uma contusão séria no inicio do ano e deve voltar só depois do meio do ano.

Como podemos ver, o cenário é amplo e as possibilidades estão abertas. Temos mais novas caras surgindo e este ano teremos algumas brigas, em especial a disputa do Arnold Classic que deve ficar entre o trio –Heath, Anthony e Dexter- Quem vai se classificar para o Olympia e o Olympia em si, que será um dos mais emocionantes e disputados de todos os tempos.

A temporada foi aberta com o tradicional IroanMan Pro, organizado pela revista IronMan. A lista de atletas foi uma das longas da historia do evento e o show foi um sucesso mais uma vez. O show foi realizado em Los Angeles no dia 16 de Fevereiro. Vamos agora a uma rápida revisão dos dez primeiros colocados.

Em décimo lugar tivemos o iraniano Shari King Kamali. Kamali compete há muitos anos como profissional e até chegou a ser cotado como uma promessa durante os seus primeiros anos como profissional. Kamali sempre soltou comentários polêmicos sobre seus concorrentes, fato que dividia a opinião dos fãs a seu respeito. Nos últimos anos King não teve boas apresentações e seu físico pareceu ter se deteriorado bastante, com um aumento acentuado da cintura e diminuição do volume das pernas. Semanas antes do campeonato, algumas fotos saíram na internet e mostravam Kamali em boa condição, porém as fotos não eram claras o suficiente para uma analise mais profunda.

Para tentar garantir uma melhor colocação, Kamali treinou algum tempo sob a orientação de Milos Sarcev. Porém Kamali se apresentou mal novamente, com uma cintura enorme e pernas pequenas e mesmo estando muito seco ficou apenas com o décimo lugar.

Na nona colocação tivemos Troy Alves mostrando mais uma vez um bom físico, sem muitas falhas, mas também sem muitos atrativos. Troy estava bem seco, mas a falta de volume foi crucial na hora de os árbitros decidirem sua colocação.

O oitavo lugar ficou com o X-Man Toney Freeman. Infelizmente Freeman não se apresentou bem, com uma retenção de água sob a pele substancial. Alem disso me pareceu que Freeman estava com a musculatura não muito cheia ( fato que ocorre quando o atleta depleta o glicogenio e por algum motivo não consegue ingerir carbo o suficiente para fabricar glicogênio pouco antes da competição). Freeman já havia ido mal no Olympia ano passado e culpou uma infecção dias antes do campeonato. Dessa vez ele foi mal de novo, fato que nos faz pensar que o corpo de Freeman, já com mais de 40 anos, não responde tão bem aos protocolos de depleção e supercompensação de carbo, água e sais. A temporada está só começando e vamos ver se o X-Man muda essa situação e consegue dar a volta por cima. Uma outra possibilidade é de que Freeman tenha esperado para dar o pico no Arnold Classic. Não creio que tenha sido isso mas de qualquer forma devemos esperar este sábado e ver o que acontece.

A sétima colocação ficou com o Inglês Eddie Abbew. Eddie havia conseguido a terceira colocação ano passado. Mas este ano o físico potente e denso do inglês não foi páreo para os atletas mais novos e melhores.

Em sexto lugar tivemos o novato Desmond Miller. Em seu segundo ano como profissional, Miller começa bem, quase conseguindo uma vaga para o Olympia. Desmond, que tem as pernas enormes e imensamente definidadas, cortadas rasgadas, precisa melhorar um pouco sua cintura, muito larga. No próximo sábado, 1 de Março teremos a chance de ver Desmond novamente no palco, desta vez no Arnold.

O quinto Lugar ficou com o Texano Johnnie Jackson. Jackson, que também vai competir no Arnold, já assegurou sua presença no Olympia 2008 com esta quinta posição. A maior critica em relação ao físico de Jackson são suas pernas, pequenas demais quando comparadas ao resto do corpo. Johhnie tem volume de sobra na parte superior costas impecáveis. Uma outra falha grave em seu físico é uma pronunciada ginecomastia. Apesar de tudo isso Johnnie conseguiu uma boa colocação, dentro de um campeonato cheio de nomes fortes.

A quarta posição foi polemica. Muitos achavam que Silvio Samuel merecia ter ficado em terceiro, mas não foi assim que os juizes viram. Silvio se apresentou muito bem, com a usual definição e desidratação, volume muscular. Silvio tem treinado com Charles Glass na busca de melhorar a qualidade de seu físico. Ele irá competir no Arnold Classic e com certeza briga para estar entre os cinco primeiros lá também.

Em terceiro lugar tivemos a maior surpresa da noite, o neozelandês, Mo Elmoussawi. Moe já havia competido entre os profisionais algumas vezes mas nunca havia ido bem. Este ano ele trouxe um físico muito seco, vascularizado, que lhe rendeu a terceira colocação no IronMan e uma vaga para o Olympia.

Gustavo Badel ficou em segundo, e mesmo se esforçando ao máximo na batalha de poses das prévias, o Freak não foi páreo para Phil Heath. Badel tem um físico super denso, ombros redondos, peitoral espesso, braços enormes, vascularizados com ótima separação, suas costas estão entre as melhores da atualidade; o seu grande problema é a cintura extremamente larga. É claro que ele se preocupa com isso e tenta resolver, mas parece que não tem mais volta. O físico de Badel é um dos mais completos no mundo, mas sua cintura definitivamente joga contra ele. Essa segunda posição, dentro de um campeonato com grandes nomes, dá mais força a Badel no Arnold Classic.

O grande vencedor da noite foi o super melhorado Phil Heath. Ano passado Heath estremeceu a IFBB com seu físico potente e este ano, com quase 7 quilos a mais de massa adquirida exatamente onde era preciso, o novato se firmou com uma dos dez melhores do mundo. Heath trouxe ombros e peitorais maiores, mas os maiores avanços forma nas costas e coxas. Ele estava completamente seco (quando digo seco, me refiro a desidratação, falta de água no corpo) mostrando veias e estriações. Phil tem um físico completo, mas ainda não chegou ao seu potencial máximo.

Apesar de causar muito alvoroço e já ter vencido três shws profissionais, Heath ainda não subiu ao palco do Olympia para poder ser comparado aos maiores do esporte. Ainda o veremos este final de semana no Arnold Classic, show o qual ele é um dos favoritos. Esperamos que este ano Phil vá ao Olympia e que mostre o seu potencial.





Comentários

Comentários Fechados



Miguel Chain Jr

Cref -118.774/SP

Dúvidas, sugestões, anúncios, consultorias:

contato@diariodoculturismo.com.br
Toda informação contida no site Diário do Culturismo tem propósitos estritamente informativos. Não prescrevemos nenhum tipo de treino, dieta ou drogas nem assumimos responsabilidade por nenhuma lesão ou qualquer situação causada pelos leitores. Antes de iniciar qualquer atividade física procure um profissional da área para prescrição de seus treinos.