Levrone fala sobre o bodybuilding nas redes sociais.



Por Miguel Chain

A revista Muscular Development perguntou a Kevin Levrone qual era a sua opinião sobre o impacto das redes sociais no bodybuilding.   A sua resposta englobou os fatores desportivos, culturais e econômicos.

A opinião de Levrone reforça muito a nossa opinião, de que as redes sociais acabam fazendo mais mal do que bem em algumas ocasiões. Acabam sendo utilizadas por oportunistas e podem acabar passando informações incorretas e influencias negativas ao pessoal que está chegando agora e ao público leigo.
kevinlevrone6
Vejam os trechos mais importantes de sua declaração:

“Toda essa coisa de celebridade fitness é uma piada para mim. Um cara pode ter um abdomem legal e postar fotos. Talvez ele nem tenha certificações em treinamento ou nutrição, talvez nem tenha conhecimento nenhum, ele nunca competiu. E mesmo assim ele tem entre 200.000 e 400.00 seguidores e oferece serviços de coach.

As pessoas acabam sendo enganadas e ludibriadas por essas selfies tiradas dos melhores angulos, com a melhor iluminação e depois manipuladas com todos os tipos de filtros possíveis. É uma maneira de manipular as pessoas e vender uma imagem que não é real. A fama, em si, não significa nada.

Qualquer um pode postar fotos de um braço grande e conseguir seguidores.

Sexo vende ainda melhor, então, mulheres que estão dispostas a postar fotos praticamente nuas no IG e FB geralmente conseguem mais seguidores que alguns fisiculturistas do Hall da Fama da IFBB….

Eu preciso dizer que não estou pregando ódio a esses bodybuilders e modelos fitness de rede social.  Eles treinam e tem um bom físico. É claro que eles deveriam postar suas fotos e conseguir algum reconhecimento.  Mas eles não tem as cicatrizes da batalha, os ferimentos ou experiencia (nos palcos, competindo) que os reais astros do Bodybuilding têm.

Eu sou muito grato pelos fãs que eu tenho. Fãs de verdade que vêm torcendo por mim por mais de 20 anos. Eles não me seguem apenas por que alguma foto minha cheia de filtros os chamou a atenção enquanto eles olhavam, entediados, seus iphones.

Eles estiveram comigo em todos os meus altos e baixos e eles não irão embora. Nem eu irei embora. Agora, sobre esses bodybuilders de rede social, eu não posso dizer o mesmo.”

 

banner dcfit comece agora

 

Fonte: musculardevelopment

 




Comentários



Miguel Chain Jr

Cref -118.774/SP

Dúvidas, sugestões, anúncios, consultorias:

contato@diariodoculturismo.com.br
Toda informação contida no site Diário do Culturismo tem propósitos estritamente informativos. Não prescrevemos nenhum tipo de treino, dieta ou drogas nem assumimos responsabilidade por nenhuma lesão ou qualquer situação causada pelos leitores. Antes de iniciar qualquer atividade física procure um profissional da área para prescrição de seus treinos.