Levrone finalmente revela seu físico



Por Miguel Chain

No dia 24 de Julho, um dia após o Baltimore Pro Show, a revista MD foi filmar e documentar um treino de Kevin Levrone. Qual a importância disso?

Caso você esteja vivendo dentro de um iglu no Alaska e não saiba das útimas notícias do mundo do Culturismo, vou recapitular.

Levrone anunciou que iria competir no Olympia 2016, mais de dez anos após sua última competição.  Muito suspense tem sido criado nas últimas semanas sobre esse fato.

Fãs de todas as idades estão ansiosos para vê-lo no palco. Os fãs mais velhos estão felizes por poderem voltar a ver um competidor Top dos anos 90 de volta; os mais novos, excitados com a possibilidade de ver uma lenda do esporte posando ao vivo e competindo em alto nível.

Com tudo isso na mesa, uma outra grande discussão vem tomando conta dos grupos de fãs do bodybuilding: “Será que o Levrone consegue trazer um físico decente em Setembro?”

Faltam menos 8 semanas para o show e ainda não tinhamos tido nenhuma idéia concreta de como ele poderia estar a essa altura. Apenas um pequeno video em baixa resolução, focando inconclusivamente seus braços, havia sido divulgado.

Mas no último Domingo, dia 24 de Julho, uma equipe da revista MD filmou um treino de costas com ele. Algumas fotos foram postadas e agora podemos ter uma ideia melhor de como ele está.

 


Veja também:  Levrone fala sobre o bodybuilding nas redes sociais


 

O verdadeiro transformer

Nos anos 90, logo após se tornar Pro e ficar em segundo lugar na sua estreia no Olympia, Levrone sofreu uma ruptura no peitoral fazendo crucifixos em uma noite fria.

A lesão, e consequente cirurgia, o fizeram ficar sem treinar durante meses. Para competir no próximo Olympia, ele teria apenas poucos meses de treino e preparação. E ele se saiu muito bem naquele ano. Apesar de ter caído algumas posições em relação ao segundo lugar do ano anterior, Levrone percebeu que seu físico respondia muito rápido aos estímulos e que ele poderia seguir com aquela estrategia.

Nos anos seguintes, Kevin treinava durante os seis meses prévios ao Olympia e descansava seu corpo e fazia turnês com a sua banda – chamada Full Blown – durante o resto do tempo.  Ele era capaz de fazer verdadeiras transformações nesse curto período de tempo e levar o seu físico a mudanças drásticas em um espaço de tempo considerado impossível para a maioria dos mortais.

 

banner dcfit comece agora

 

De volta para o Futuro

Deixando os anos 90 para trás e voltando aos dias de hoje, temos um Levrone com mais de 50 anos, que passou mais de uma década sem competir e nem treinar consistentemente. Essa situação vem causando um nós na cabeça de muita gente.

Seria ele capaz de se sair bem, trazer de volta aos palcos um físico fenomenal e lutar por boas colocações contra a nova geração no Olympia 2016?

Afinal de contas, Dexter Jackson tem se mantido no posto de segundo ou terceiro melhor culturista do Planeta nos últimos dois ou três anos. E ele também tem quase 50 anos.

Isso mostra que a missão de Levrone seria um pouco mais plausivel? Dexter traz mais esperanças para os fãs de Levrone?

Ou ele somente ajuda a tirar as esperanças, já que Dexter vem se mantendo ativo, competindo e treinando sem intervalos nos últimos 30 anos?

Quanto que a genética de Levrone pode contrabalancear fatores como idade avançada e anos sem treinamento adequado?


Veja também:  Video – A Volta de Levrone e suas implicações no Olympia


A magia ainda é possível?

Voltando ao foco do artigo, finalmente tivemos uma ideia melhor de como o físico de Levrone está a essa altura do campeonato. Veja algumas foto abaixo:

levrone

Ele não está nada mal! Não está mal para um homem de 52 anos recém completados (em Julho). Não está mal nem para um cara de 40 anos, nem 30 anos. Ele ainda tem todo o shape e bom volume.

Mas pelas fotos, a confiança pessoal que eu tinha de que ele ficaria no Top 5 ou melhor, escoou pelo ralo. Eu já não sinto mais que ele possa ir tão bem assim. Parece que ainda falta volume, e mesmo ele sendo Kevin Levrone, não sei se ele consegue essa.

Seus braços estão enormes, mas os ombros parecem um pouco menores. Ele já está bem seco, com obliquos bem aparentes e cortado, mas ainda não vimos suas pernas nem suas costas. Impossível prever como está sua condição geral.

Ele está de roupa, são fotos. Tudo isso torna a analise mais complicada. Ele ainda tem 8 semanas e tenham certeza de que ele ainda vai mudar muito nesse período.

Ainda precisamos ver suas pernas e costas, seus pontos fracos meso quando estava no auge. Dificil julgar por fotos, mais dificil ainda se o atleta está de roupa.

Mas pelo que vi nas fotos, começo a ter minhas dúvidas se Levrone conseguirá entrar no top 6, até mesmo Top 10.

Qual a sua opinião?


Comentários



Miguel Chain Jr

Cref -118.774/SP

Dúvidas, sugestões, anúncios, consultorias:

contato@diariodoculturismo.com.br
Toda informação contida no site Diário do Culturismo tem propósitos estritamente informativos. Não prescrevemos nenhum tipo de treino, dieta ou drogas nem assumimos responsabilidade por nenhuma lesão ou qualquer situação causada pelos leitores. Antes de iniciar qualquer atividade física procure um profissional da área para prescrição de seus treinos.