Segundo Lugar no Estreantes IFBB 2012



Por Miguel Chain

Um dos dias mais importantes da minha vida

No último Domingo, dia 01 de Abril, fiz minha estréia nos palcos do culturismo.  Há muitos anos eu pretendia competir, mas nunca achava que era a hora certa.

 

Sempre fazia a dieta, e quando me olhava no espelho, dizia a mim mesmo – ainda não é a Hora.  Competir era uma coisa tão importante para mim. E eu queria que minha primeira competição fosse uma coisa marcante e uma coisa da qual eu me orgulhasse, mesmo depois de anos.  Não queria olhar as fotos de minha primeira competição e dizer: “É, precisava ter esperado mais – ou precisava ter feito mais semanas de dieta.”

 

Competir no culturismo era um de meus sonhos e eu queria me lembrar disso e poder falar disso com orgulho.
Como nunca fui um cara grande, nunca tive uma excelente estrutura óssea, o Culturismo Clássico parecia ser a melhor opção para mim. Depois de muita pesquisa, analise de fotos, resultados eu achei que era possível.
No início de 2011 eu tracei os planos e algumas, metas.  Iria competir no Levantamento Terra e seria campeão Paulista e Brasileiro. Em Julho, começaria uma dieta de 10 semanas, terminando em Outubro.  Faria um off controlado de 8 semanas e voltaria à dieta no meio de Dezembro. No Início de Março, estaria em minha melhor forma.
Bem, foi tudo isso que ocorreu. Apenas dois ou três amigos chegados sabiam de todos estes planos. Fui campeão paulista de Lev Terra em Junho de 2011. Fiquei em terceiro no Brasileiro em Agosto e Segundo em um Mundialito em Novembro.

 

As dietas correram bem. Foram bem suaves, perdi gordura gradualmente e pude manter quase toda a massa muscular.
Estava bem seco e chegava a hora de realmente competir. Nas últimas semanas antes da competição, o Gustavo, meu amigo, foi meu segundo par de olhos e me ajudou muito com as poses e outros detalhes inerentes a preparação. Ele também foi meu psicólogo e grande amigo nos últimos momentos, onde nem sempre a segurança e autoconfiança estão em alta.

Com tudo pronto, era hora de partir para São Paulo e fazer a inscrição.
As inscrições aconteceram na Sexta-Feira, dia 30 de Março, na Academia First. Chegando lá, pude conhecer pessoalmente dois amigos queridos que havia feito pelo faceBook e que também iriam competir – Gilson Silva, um jovem, porém experiente treinador de atletas e o Rodolpho Ferreira, um cara que leva o Bodybuilding em sua vida.
Sai de São Paulo às 14 horas, parei na estrada para mais uma das refeições da fase de carb-up. Cheguei em São Carlos no fim da tarde e ainda tinha mais uma camada de Pro Tan para aplicar.

 

 

A Viagem

 

As categorias femininas foram realizadas no Sábado. As Masculinas no Domingo. Chegamos lá às dez da manhã.  Um pouco antes, às nove horas, paramos em um posto na Rodovia dos Bandeirantes.  Resolvi erguer a camiseta e percebi que estava completamente seco, toda a água subcutânea havia desaparecido. Veias subiam pelo abdomem e o aspecto da musculatura era muito sólido.  Estava bem. Só me restava saber se conseguiria manter aquela condição por mais quatro ou cinco horas.
Já em São Paulo, na Avenida Rebouças, um carro passa por nós e alguém coloca a cabeça para fora e acena em nossa direção.  Era o meu amigo Victor Bortoletto chegando também.

[nggtags gallery=estrada,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

 

O Evento

 

Chegamos na Unip Vergueiro as Dez da manhã e já havia muita gente do lado de fora. AO entrar, encontramos o Sardinha. Ele me deu um caloroso abraço e me perguntou como como estava minha condição. Levantei a camiseta, esperando que ainda estivesse com a mesma condição de uma hora atrás. E estava. Ele ficou impressionado. A pele estava colada e não havia água sob a pele.

[nggtags gallery=pre,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

A entrada ao auditório só era permitida aos atletas e membros da imprensa. Os meus fiéis amigos Henrique e Adriano foram comigo, pois estavam credenciados como repórteres de meu site.
Ao entrar já encontrei o Fernando Marques dando orientações gerais aos atletas e o Gilson Santos acertando a luz no palco.

 

A organização foi impecável. Havia um staff no backstage para ajudar os atletas, tudo ocorreu no horário, os atletas eram informados freqüentemente de tudo, a iluminação – fator muito importante e quase sempre negligenciado – estava perto da perfeição. Muitas vezes, o trabalho duro de meses do atleta é arruinado por uma iluminação ruim.
Enfim, a organização foi muito bem. E eu posso dizer isso com tranqüilidade, pois já cobri em pessoa eventos reconhecidos pela sua excelente organização – que é o caso do Olympia e do Mundial NABBA em SP.
O auditório ficou lotado e o Campeonato foi um sucesso.

 

Fico feliz com isso, pois independente de Federações, podemos perceber que o público está participando dos eventos e lotando os campeonatos. Foi Assim no Mundial NABBA em SP ano passado. O Estreantes FEPAM também teve casa cheia e o Estreantes IFBB lotou também.
O público tem comparecido e prestigiado os eventos.  Isso é excelente para o crescimento do esporte.
A competição

Assim que cheguei ao backstage vi a lista de competidores.  Eu iria enfrentar mais seis atletas – totalizando sete na categoria. Com o passar do tempo fui procurando e descobrindo quem eram meus adversários.  Sabia que meus maiores oponentes seriam o Vini Piffardini e o Bruno Calado.

 

Eu já conhecia o Vini pelo Facebook. Fiquei junto dele quase o tempo no backstage. O Victor Bortoletto, que venceu a categoria até 100 kgs Senior também estava com a gente.

[nggtags gallery=back,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

 

A Competição

 

Era hora de subir ao palco. Toda ansiedade que eu não tive nos últimos dias parecia se reunir naqueles minutos finais. Entramos no palco e o Mestre de Cerimonias, Fernando Marques, Presidente da IFBB SP e grande Figura no cenário do Bodybuilding Nacional, pediu um minuto da atenção do Público.

Neste momento ele pediu uma salva de palmas para mim e começou a falar algumas palavras a meu respeito.Dizendo que eu era um cara que participava da cobertura dos eventos etc etc e que agora estava ,também, sentindo na pele como seria competir.
As palavras do Fernando Marques foram muito gentis e eu considerei uma Homenagem. Fiquei muito orgulhoso e emocionado. Sem dúvida, competir meu Primeiro Show de Culturismo já teria sido inesqeucível, e aquela atitude do Fernando e do público deixou tudo mais especial.  Muito obrigado!

 

Fizemos as poses compulsórias. Como o Piffardini, eu e o Bruno estávamos um do lado do outro, os árbitros não pediram confrontos. Em seguida, foi a vez da apresentação individual. Como haviam muitos atletas, o tempo de apresentação foi reduzido de 60 para  30 segundos.  Por isso, tive que improvisar e mudar a sequencia de poses de minha rotina.

 

Na premiação, o Piffardini ficou em terceiro lugar.  Apenas eu e o Bruno esperando para ver quem seria o vencedor.  Meu nome foi anunciado em segundo. Bruno era o Campeão.

 

[nggtags gallery=palco,Paulista Estreantes IFBB 2012,...] [nggtags gallery=palco1,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

 

O Campeão e eu

 

Analisando friamente, ele foi campeão com méritos. Eu sempre analisei e comentei os campeonatos nacionais e internacionais. Mas sempre pensei – “Quem iria analisar o campeonato quando eu estivesse no palco?”
Eu vou tentar analisar e tentar ser o mais imparcial possível.  No geral, o Bruno tinha mais volume. Mas eu era o mais seco da classe, com mais separação muscular entre os grupos, mais detalhe muscular e aspecto mais sólido.
Nas poses de lado, eu e o Bruno ficávamos equilibrados no volume muscular. Nas poses de costas, ele tinha um pouco mais de volume, mas eu tinha mais definição, separação e detalhe.
Nas poses de frente, principalmente na semi relaxado, ele me matava no volume e shape –   Com músculos volumosos e arredondados.

 

Depois olhar as fotos centenas de vezes e assistir ao vídeo outras dezenas, vejo que eu estava bem mais seco e definido, com mais detalhe e separação muscular.  Ele tinha mais volume, mas isso se evidenciava nas poses de frente, nas poses de lado e costas, a diferença de voluma era menor.
Mas ele tem uma excelente estrutura óssea, um shape muscular incrível, com músculos arredondados. Foi o campeão com méritos e será uma estrela no Culturismo Clássico em pouco tempo.

 

Recebi a premiação da Simone de Oliveira, a Bodybuilder feminina mais promissora no Brasil atualmente. Seu ótimo físico e beleza trazem um ar de renovação ao Bodybuilding Feminino. Foi um prazer e uma honra!
Vou continuar focado, faltam sete semanas para o paulista e vou com tudo. Vou chegar um pouco mais cheio e um pouco mais seco.  Vamos ver o que acontece!

 

[nggtags gallery=eu,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

 

Maior Prêmio – O Reconhecimento e Carinho recebido

 

Não fui o vencedor do show. Mas o maior prêmio para mim foi o reconhecimento do público e de figuras importantes na indústria do Bodybuilding.
Ouvir meu nome sendo gritado pelo público foi demais. Assim que minha categoria terminou, e eu cheguei ao auditório –  o Roberto Bueno s levantou e veio me dar um abraço – me parabenizou e me disse belas palavras.  Fiquei muito contente.

 

Enquanto eu ia subindo o corredor que separava as fileiras de bancos do auditório,vários amigos me chamavam para tirar uma foto, outros estendiam  a mão para me cumprimentar.
O Sardinha veio e me deu outro abraço, emocionado. Ele sempre foi um cara que eu admiro muito e sempre vou admirar.

 

E enquanto eu andava, a coisa ia se repetindo. As pessoas me cumprimentavam, dizendo que conheciam meu trabalho como escritor e me davam os parabéns pelo físico. Figuras importantes do Bodybuilding como Samoel Bezerra, Julio Balestrin, Cesar Sakuraba, Alex dos Anjos me deram os parabéns. Também estava lá o Geverson Ramos, Presidente da Federação Paulista do Interior de Levantamento Básico ( FPLBI ), um grande incentivador do Esporte.

 

[nggtags gallery=pos,Paulista Estreantes IFBB 2012,...]

 

Horas depois, coloquei algumas fotos no Facebook junto com a noticia de que haviua ficado em segundo lugar. Recebi muitos comentários. A maioria de meus velhos amigos e amigas , que sempre me prestigiam e comentam minhas fotos e muitos cumprimentos de atletas e dirigentes como os ícones do Culturismo Clássico no Brasil – Amado Moura, Marcello Rafaelli e Vinicius Exaltação. – Tony Macedonia-  Helena Wenzel e Débora Ester – dois ícones no Powerlifting Feminino nacional e internacional –  Katia Valentim,Marcelo Braz,Claudia Peçanha,  Marli Moura, Samoel Beserra, a querida Simoninha de Oliveira, Leandro Rebelo e um dos maiores conhecedores de treino com pesos no Brasil, um cara fantástico o qual eu admiro muito – Ricardo Barros.

 

Foi tanta gente que eu não seria capaz de lembrar e citar o nome de todos. Com certeza cometi a indelicadeza de esquecer de citar o nome de alguns amigos, peço perdão por isso!

 

[pro-player width=’540′ height=’315′ type=’video’]http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=v8VyCamMgOk[/pro-player]

 

E finalmente, um agradecimento especial ao meu Patrocinador Probiótica. É uma honra fazer parte deste Time Incrível de atletas!

Obrigado ao meu Grande Amigo e Conselheiro Eugênio Koprowski.

Também não posso deixar de dar um agradecimento especial aos meus amigos Henrique, Gustavo e Adriano. Nesse último ano, vocês foram, além de parceiros de treinos, meus amigos, confidentes, psicólogos – e acima de tudo minha família.  Sem a ajuda de vocês e incentivo, com certeza eu não teria conseguido atingir tal resultado.




Comentários

Comentários Fechados



Miguel Chain Jr

Cref -118.774/SP

Dúvidas, sugestões, anúncios, consultorias:

contato@diariodoculturismo.com.br
Toda informação contida no site Diário do Culturismo tem propósitos estritamente informativos. Não prescrevemos nenhum tipo de treino, dieta ou drogas nem assumimos responsabilidade por nenhuma lesão ou qualquer situação causada pelos leitores. Antes de iniciar qualquer atividade física procure um profissional da área para prescrição de seus treinos.